14 de julho de 2024 10:55

Plantão Policial

Decreto para auxiliar PM em buscas por assaltantes de Confresa-MT é publicado em Marianópolis suspendendo aulas, atendimento médico e outros serviços; confira

Publicados

sobre

Decreto para auxiliar PM em buscas por assaltantes de Confresa-MT é publicado em Marianópolis suspendendo aulas, atendimento médico e outros serviços; confira
Energisa

O prefeito de Marianópolis, Isaias Piagem (DEM), tomou uma decisão drástica e publicou um decreto suspendendo várias atividades na zona rural do município, incluindo aulas, atendimento médico e transporte de moradores. A medida foi adotada por conta da Operação Canguçu, que está em curso há uma semana na região em busca de criminosos que fugiram após a tentativa de assalto a uma transportadora de valores em Confresa (MT).

O prefeito justificou a decisão dizendo que a segurança pública é uma preocupação prioritária e que é importante garantir a segurança dos alunos e profissionais de saúde da região. Em conversa com o comando da operação, eles decidiram suspender as atividades na zona rural para facilitar o trabalho da Polícia Militar.

A operação conta com cerca de 350 homens e está acontecendo na região oeste e sudoeste do estado, na zona rural dos municípios de Pium, Marianópolis e na Ilha do Bananal. Desde o início da operação, a polícia pediu que a população evite transitar na TO-080 e estradas vicinais em um raio de 50 km do entorno de Paraíso do Tocantins. Dois suspeitos foram presos e outros dois morreram em confrontos.

“A questão nossa é de segurança pública mesmo, para que a gente tenha segurança com nossos alunos, nossos servidores da saúde. Em conversa com o comando [da operação] a gente achou melhor suspender as atividades na zona rural, até para facilitar para que a Polícia Militar possa fazer o trabalho dela”, comentou o prefeito.

Durante a fuga, os criminosos invadiram fazendas e fizeram reféns. O governador Wanderlei Barbosa (Republicanos) informou que a ação criminosa prejudica as colheitas na região devido à insegurança e o risco de novas ações criminosas.

Decreto para auxiliar PM em buscas por assaltantes de Confresa-MT é publicado em Marianópolis suspendendo aulas, atendimento médico e outros serviços; confira

Policiais fazendo buscas por criminosos no interior do Tocantins — Foto: PM/Divulgação

 

O que diz o decreto:

  • São suspensas, pelo período da operação, todas as atividades educacionais nas unidades escolares da Rede Pública Municipal, sendo 1 (uma) Creche e 3 (três) Escolas de Ensino Fundamental [que ficam na zona rural].
  • Fica suspenso o atendimento médico e dos agentes de saúde na Zona Rural do Município, permanecendo apenas os trabalhos de emergência. Os atendimentos de Urgência e Emergência e da UBS realizados na sede do Município permanecem em funcionamento normal.
  • Fica suspenso o transporte dos produtores da quinzena realizada pela Secretaria Municipal de Agricultura.
  • Fica suspenso o transporte de jogadores da Zona Rural os quais participam do Campeonato Municipal de Futebol de Campo.
  • Fica suspenso toda manutenção de estrada vicinal que envolva a região onde concentra a operação de buscas.

O transporte dos produtores da quinzena realizada pela Secretaria Municipal de Agricultura também fica suspenso, assim como o transporte de jogadores da zona rural que participam do Campeonato Municipal de Futebol de Campo.

Toda manutenção de estrada vicinal que envolva a região onde se concentra a operação de buscas também fica suspensa. O decreto foi publicado neste domingo (16) e permanecerá em vigor enquanto a operação policial continuar na região.

Anúncio
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conecte-se

Deixe uma resposta

Mais Vistos da Semana