PREFEITURA DE PALMAS
SEBRAE 728X90  

TCE revoga decisão e autoriza continuidade do programa Jovem Trabalhador que encaminha jovens ao mercado de trabalho no Tocantins

O órgão aceitou as explicações prestadas pela Setas, o conselheiro Alberto Sevilha, que também havia assinado a suspensão do contrato, autorizou a continuidade do programa e revogou a decisão anterior.

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) autorizou que o Governo do Tocantins dê continuidade ao programa Jovem Trabalhador. Agora, o estado poderá manter o contrato com a Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi) para selecionar e encaminhar 3 mil jovens ao primeiro emprego.

Após a Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas) contratar a Renapsi com dispensa de licitação, o TCE determinou a suspensão do contrato no dia 14 de julho, questionando os valores e a redução no número de jovens que seriam direcionados ao primeiro emprego. Também proibiu qualquer pagamento referente à contratação da entidade privada, além da celebração de novas contratações.

A primeira versão do projeto, chamada de ‘TO Mais Jovem’, que previa a contratação de 6 mil jovens e seria realizado pelo Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM), da Bahia, também foi suspensa pelo TCE. O governo cancelou com a primeira empresa e contratou a Renapsi, alterando o nome do programa para Jovem Trabalhador. Na época, a Setas informou que iria prestar os esclarecimentos ao TCE.

O órgão aceitou as explicações prestadas pela Setas, o conselheiro Alberto Sevilha, que também havia assinado a suspensão do contrato, autorizou a continuidade do programa e revogou a decisão anterior.

Com o valor de R$ 107.289.540,68 de recursos aprovados pelo Fundo Estadual de Combate à Pobreza (FECOEP), a Setas esclareceu que para definir o quantitativo de jovens, utilizou-se como parâmetro, dados do e o Ranking Nacional de Aprendizagem Profissional, demonstrando que o número de 3 mil jovens, ainda, ficou abaixo do potencial máximo.

A defesa também apresentou a memória de cálculo detalhada de como e quanto será gasto por jovem, além de esclarecer que não houve aumento no valor do contrato.

Envie sugestões de pauta ou denúncia para o Whatsapp do Jornal Sou de Palmas: (63) 992237820

Deixe o seu Comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais