Divulgação

O suspeito de torturar e matar uma jovem de 19 anos em um motel de Palmas era ex-namorado da vítima. A informação foi confirmada pela Polícia Civil nesta terça-feira (21). Além disso, também foi informado que o homem, de 21 anos, já responde por outro homicídio, mas foi divulgado detalhes sobre o crime.

A crueldade do assassinado de Marcela da Silva Soares chocou moradores em Palmas. O corpo da jovem tinha marcas de queimaduras, indicando a tortura. A análise preliminar indicava que ela poderia ter morrido esganada, mas isso ainda será confirmado por laudos do Instituto Médico Legal (IML).

O delegado do caso, Guido Camilo, que chefia a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Palmas, disse que o suspeito confessou. Ele estava com o celular da vítima e escondido na casa de parentes em Porto Nacional, a 60 km da capital, quando foi detido. A SSP disse que ele não esboçou nenhuma reação ao ser abordado.

O homem deve responder por feminicídio. Inicialmente ele foi levado para a Central de Flagrantes de Porto Nacional. Depois disso, foi transferido para um presídio não divulgado.

Deixe o seu Comentário