23 de julho de 2024 02:04

Política em Foco

CPI ouve depoimento da diretora de operações da BRK Ambiental, na Câmara de Palmas

Publicados

sobre

CPI ouve depoimento da diretora de operações da BRK Ambiental, na Câmara de Palmas
Energisa

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), responsável por investigar na Câmara Municipal de Palmas (CMP) as possíveis irregularidades cometidas na prestação dos serviços de saneamento básico da BRK Ambiental, ouviu recentemente a diretora de Operações da BRK no Tocantins e Pará, Sandra Leal. Durante o depoimento, a diretora foi questionada pelos membros da comissão sobre extravasamentos de esgoto em diferentes locais de Palmas, danos ambientais, universalização dos serviços e investimentos ao longo dos anos.

De acordo com Sandra Leal, o sistema de esgotamento sanitário na cidade possui três estações de tratamento de esgoto, 30 estações elevatórias de esgoto, 24 mil postos de visita e mais de 1.300 km de rede coletora de esgoto. Quando questionada sobre os extravasamentos, ela informou que além de possuir uma gestão que atua diariamente para garantir o bom funcionamento do sistema, a empresa conta ainda com o Plano de Gestão de Extravasamento para identificar e mapear seus problemas e causas, em busca de uma atuação ágil para corrigir o problema e evitar impactos ao meio ambiente e população.

Quanto aos investimentos realizados na capital, a diretora assegurou que a BRK já investiu R$ 240 milhões em Palmas. Contudo, não apresentou informações precisas sobre os detalhes desses recursos aplicados na cidade, as comprometeu-se a entregar à CPI a documentação que comprova a aplicação dos valores.
Por fim, foi abordado o abastecimento de água e tratamento de esgoto em Taquaruçu grande. Segundo a diretora da BRK, a empresa conhece e entende as necessidades de Taquaruçu Grande.

“Começamos um trabalho em 2019 de levantamento de informações, reuniões com os moradores e pesquisas para entender as preocupações de cada morador da região. A população deu sugestões, e agora o protejo está sendo revisado. Taquaruçu tem suas particularidades, principalmente por ser um lugar turístico, então queremos sentar com o Município para pensar a melhor solução a ser aplicada na região”, finalizou Sandra.

Participaram da reunião desta segunda-feira os vereadores, Josmundo, (presidente da CPI), Nego (relator), Eudes Assis (PSDB), Joatan (PL), Mauro Lacerda (PL) e Laudecy Coimbra (PL).

Anúncio

Mais Vistos da Semana