Tensão mundial: Rússia invade cidades ucranianas e lança ofensiva militar; Ucrânia reage

Pouco depois do presidente russo, Vladimir Putin, anunciar nesta quinta-feira (24) (23h57 desta quarta, no Brasil) uma operação militar no leste da Ucrânia, explosões foram vistas e ouvidas em Kharkiv e na capital, Kiev.

Centros de comando militar foram atacados com mísseis, de acordo com uma fonte do Ministério do Interior à imprensa ucraniana.

Putin alertou às forças ucranianas para que deponham suas armas e voltem para casa, segundo as agências de notícias estatais RIA-Novosti e TASS. O presidente russo também ameaçou quem tentar interferir no avanço russo.

“Quem tentar interferir, ou ainda mais, criar ameaças para o nosso país e nosso povo, deve saber que a resposta da Rússia será imediata e levará a consequências como nunca antes experimentado na história”, disse Putin.

 

Logo após o anúncio do presidente russo de que faria uma operação militar na Ucrânia, a Casa Branca divulgou um comunicado do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, condenando a ação.

“O presidente Putin escolheu uma guerra premeditada que trará uma perda catastrófica de vidas e sofrimento humano. A Rússia sozinha é responsável pela morte e destruição que este ataque trará, e os Estados Unidos e seus aliados e parceiros responderão de forma unida e decisiva. O mundo responsabilizará a Rússia”, disse Biden.

Deixe o seu Comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais