Divulgação

Até a primeira quinzena de outubro deste ano, o Tocantins registrou 604 acidentes envolvendo postes. O número é maior do que o acontecido em todo o ano de 2020, quando foram verificadas 481 ocorrências. Só em Palmas, até agora, foram 142 incidentes. Além dos riscos para condutores, passageiros e pedestres a colisão com postes pode causar interrupção no fornecimento de energia da região. 

O engenheiro de Planejamento e Manutenção da Energisa, Alberto Costa Dias, aponta um dado relevante quanto as ocorrências. “Um dado que chama a atenção é que quase não há recorrência de uma área ou poste específico abalroado. O que fortalece indícios que os principais motivos não são as vias ou localidades, mas a desatenção no trânsito, como o uso do celular ao volante, por exemplo”, reforça.

No Tocantins, a rede de distribuição da Energisa é equipada com tecnologia de proteção para desativar o fornecimento de energia em caso de interferência nos cabos ou postes. No entanto, mesmo assim, é grande o risco quando uma colisão ocorre. Além do impacto da batida, que pode ter graves consequências para os ocupantes dos veículos, pode haver contato de cabos energizados com o chão. Essa situação traz risco de choque elétrico, tanto para quem se acidentou, como para quem está nas proximidades.   

A coordenadora de saúde e segurança da Energisa, Luciana Santos Teixeira, traz outro alerta importante. “O que mais nos preocupa não é a reposição da estrutura, mas a segurança das pessoas. Por isso, reforçamos que, ao se deparar com um acidente com poste, é importante manter distância e entrar em contato com a Energisa e com o Corpo de Bombeiros imediatamente”, pontua. 

Junto com o acidente, vem a falta de energia momentânea. Dependendo do poste atingido, cerca de 20 mil pessoas podem ser afetadas com a interrupção no fornecimento de energia. A instalação de uma nova estrutura pode levar de três a quatro horas e o custo médio da substituição é de R$ 3 mil, mas pode chegar a R$30 mil caso tenha transformador e outros equipamentos. O custos são arcados pelo motorista responsável pelo acidente. 

Municípios 

Dos 139 municípios tocantinenses, 107 já registraram acidentes envolvendo postes em 2021. Os que mais tiveram incidentes foram, respectivamente, Palmas (129), Araguaína (45), Porto Nacional (33), Gurupi (28), Paraíso do Tocantins (24) e Lagoa da Confusão (12). Dos 604 acidentes ocorridos até o momento, 68% aconteceram em vias urbanas. 

Em caso de urgência envolvendo a rede elétrica, avise a Energisa. O atendimento pode ser realizado pelo telefone 0800 721 3330, aplicativo Energisa On, redes sociais da Energisa, site www.energisa.com.br ou pelo WhatsApp, por meio de mensagem para a Gisa, no número 63 9222-6664.

Deixe o seu Comentário

FINAL DA MATÉRIA