Conecte-se Conosco
 

 

Tocantins

Metrologia orienta consumidores para compras seguras dos produtos das ceias de confraternização no Tocantins

Publicado

em

 

Chegou o mês de dezembro, período das festas de fim de ano e das confraternizações entre famílias e amigos, momentos em que o consumo de algumas mercadorias tende a crescer, em especial as aves, as carnes suínas, as frutas típicas das celebrações e bebidas como espumantes e vinhos, produtos que em sua maioria são pré-embalados.

 

A Agência de Metrologia, Avaliação da Conformidade, Inovação e Tecnologia do Estado do Tocantins (AEM-TO), como órgão que atua com objetivo de harmonizar as relações de consumo, dá dicas importantes ao consumidor para ajudar na desses produtos relacionados às festas e ceias de fim de ano.

Nesse sentido, e como órgão delegado do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), o presidente da AEM, Rérison Castro destaca que “o consumidor consciente tem mais condições de fazer compras seguras e de evitar contratempos, ainda mais no período de festas natalinas em que aumenta o consumo de mercadorias sazonais”, pontua o gestor.

Produtos pré-embalados são a grande maioria nas gôndolas

Cerca de 85% dos produtos consumidos pelos brasileiros são pré-medidos, ou seja, embalados e pesados sem a presença do consumidor e que se encontram em condições de comercialização.

A equipe da AEM lembra que todo produto, seja ele industrial ou artesanal, ao ser exposto em estabelecimento comercial deve conter uma embalagem própria com o rótulo descrevendo o peso bruto do produto.

Dicas para compras seguras

Pescado: Ao comprar peixe congelado pré-embalado, como bacalhau, por exemplo, atenção para o peso líquido do pescado que deve estar indicado, de forma clara, na rotulagem do produto e não deve considerar o peso da embalagem nem a camada de glaciamento, que consiste na aplicação de uma fina camada externa de gelo que servirá de proteção para o produto.

Aves e suínos congelados: Aves e suínos congelados (como pernil, peru e chester, muito populares nas ceias) devem estar dispostos nas gôndolas de supermercados devidamente etiquetados, informando o peso líquido (quantidade de fato contida, descontando o peso da embalagem).

Produtos pré-embalados: Alguns produtos pré-embalados típicos do período, como frutas desidratadas, nozes, castanhas ou bacalhau seco, são etiquetados pelo próprio estabelecimento. Esta indicação deve se referir somente ao peso do produto, desconsiderando o valor da embalagem (tara).

Os panetones, espumantes, vinhos e chocolates, muito procurados nessa época, devem declarar, de forma clara e na vista principal do produto, a quantidade que está sendo comercializada.

Muito populares nas festas, alguns itens como sardinha e ervilhas em lata, palmito em conserva e frutas ou doces em calda são imersos em líquidos. Nesses casos, as embalagens devem indicar o peso drenado (apenas a quantidade do produto principal) e o peso líquido (a quantidade do produto principal mais o líquido).

Deixe o seu Comentário

Publicidade FINAL DA MATÉRIA
Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Vistos da Semana