28 de maio de 2024 23:22

Plantão Policial

PM da reserva é presa durante operação da polícia civil

Publicado em

PM da reserva é presa durante operação da polícia civil

Uma policial militar da reserva foi presa durante a operação Rosetta da polícia civil, desencadeada na manhã desta quinta-feira (24). De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública do Tocantins, a polícia cumpria mandado de busca e apreensão destinado ao filho dela mas a policial foi flagrada com uma quantidade de drogas em casa. A militar foi encaminhada à delegacia para prestar esclarecimentos. O Portal Sou de Palmas aguarda posicionamento da Polícia Militar.

Operação Rosetta – Histórico

Segundo o delegado Eduardo de Menezes, responsável pela operação, no ano passado, em meio a investigações relacionadas ao combate às ações desta facção que hoje é alvo da operação, chegou à equipe de investigação um material que identificava a existência da cúpula feminina na organização. Contando com cargos específicos semelhantes aos geridos por homens, a ramificação feminina pregava o empoderamento feminino, a não dependência de homens na gestão de bocas de fumo e distribuição de drogas, como também na criação de todo o organograma da ala feminina na organização, como o ingresso, comercialização, exclusão e punição de membros. “O que nos chamou a atenção foi que toda a escala hierárquica, que anteriormente pensávamos que era gerida apenas por homens, possuía uma ramificação com a mesma escala de importância na facção. O grupo inclusive chegou a planejar a execução de mulheres na facção rival, o que não se consolidou porque os alvos em questão já haviam sido presos”, informou. 

Hierarquia

O delegado detalhou ainda o grau hierárquico de cada faccionada como será demonstrado abaixo:

Geral do Estado: Quem dita as ordens no setor feminino, convocando reuniões, decidindo em conjunto com a representação nacional a inclusão e exclusão de novos faccionados. Ela também dá direcionamentos e preside julgamentos de faccionadas ou não, quando infringem algumas das regras.

Salveira do Estado: É quem quem capta todas as informações em decorrência de fatos relacionados à facção, tais como: brigas, inserção ou exclusão de faccionados, relatórios, ordens emanadas e recebidas. 

Geral do Cadastro: responsável por uma espécie de setor de RH, com atribuição de gerir o cadastro de todos os seus membros. Cadastro esse que contém, dentre outros dados, a “matrícula” e função exercida pelo integrante da organização. Qualquer alteração em tais dados deve ser informada ao citado setor de recursos humanos.

Geral de palmas e Araguaína : Responsáveis por repassar as atuações dos demais membros da facção naquelas cidades à alta cúpula da organização. 

Segundo o delegado, outro fator importante refere-se ao poderio bélico em poder das mulheres do tráfico. “Elas comandavam não só toda a logística de comercialização de drogas, mas também a aquisição de armamento utilizado para ações criminosas e de proteção dos pontos de comercialização”, afirmou. 

 

Deixe o seu Comentário

Anúncio
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conecte-se

Deixe uma resposta

Mais Vistos da Semana