15 de julho de 2024 06:15

Editorial

Mais de 3.600 metros de redes de pesca são apreendidos em operação do Naturatins

Publicados

sobre

Mais de 3.600 metros de redes de pesca são apreendidos em operação do Naturatins
Fiscalização do Naturatins recolhe mais de três mil metros de redes de pesca - Foto: Naturatins/Governo do Tocantins
Energisa

Tocantins – A operação Malha Fina no Lago da Usina Hidrelétrica de Estreito, foi finalizada pelo Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) na segunda-feira, 15. A operação, que teve início em 8 de maio, resultou na apreensão de 3.650 metros de redes de pesca em áreas de fronteiras com os estados do Maranhão e Pará, nos municípios de Palmeiras, Babaçulândia, Araguatins e Aguiarnópolis.

Regulamentação e educação ambiental

Durante a operação, os fiscais de Naturatins orientaram os pescadores sobre as restrições impostas pela Portaria Conjunta nº 04/2023 e pela Instrução Normativa Interministerial MAPA/MMA nº 13/2011, que regulamentam a pesca na bacia hidrográfica do rio Tocantins. O gerente de fiscalização do Naturatins, Cândido José dos Santos Neto, destacou a importância destas ações para a proteção dos recursos naturais e a biodiversidade da região.

Detalhes da portaria 

A Portaria Conjunta nº 04/2023, que entrou em vigor em 1° de novembro, proíbe a pesca profissional em certas áreas dos reservatórios das Usinas Hidrelétrica Luís Eduardo Magalhães (UHE do Lajeado) e da Usina Hidrelétrica de Estreito. Entretanto, a portaria permite exceções como a pesca artesanal por pescadores ribeirinhos, a pesca esportiva na modalidade “pesque e solte”, e outras modalidades regulamentadas para fins específicos como consumo local e pesquisa científica.

Anúncio

Mais Vistos da Semana