14 de abril de 2024 22:59

Editorial

ARTIGO | VOCÊ QUER A VERDADE, OU CONTINUAR ILUDIDA?

Publicado em

ARTIGO | VOCÊ QUER A VERDADE, OU CONTINUAR ILUDIDA?
Foto: Divulgação

Artigo – Apesar de nós sermos pessoas curiosas por descobrir coisas novas ou desvendar mistérios do mundo, carregamos sempre conosco um viés de confirmação, uma vontade de que a verdade esteja sempre de acordo com aquilo que já acreditamos. Por mais libertador que seja, ninguém gosta de passar por uma grande decepção. Por exemplo, se você descobre que sua melhor amiga está dormindo com seu namorado, ao mesmo tempo que é libertador você descobrir e terminar a farsa, é doloroso você lidar com a realidade da traição, dessa forma seria melhor que a verdade não fosse a que você descobriu, mas, um namorado e uma amiga fiéis.

A verdade e a vontade podem vez ou outra caminhar juntas, entretanto, mais frequente são as vezes em que a realidade seja muito diferente do que você gostaria. Neste sentido, cabe a nós termos maturidade para reconhecer que estávamos pensando e agindo de forma errada e convivermos com a nova realidade, por mais dolorosa que seja você precisa dizer a si mesmo (e talvez a outros): “Eu estava errado!

Esse tal Viés de Confirmação que falei no primeiro parágrafo é aquela vontade que há em nós de buscar argumentos e exemplos que possam confirmar que nós estamos certos, na maneira pensar ou agir, tendemos a ignorar todos os outros fatos e buscamos nos focar apenas nos elementos que sustentem nossa maneira de pensar, para continuarmos com a razão. Essa ilusão acaba alimentando nosso ego e impedindo de continuarmos amadurecendo e descobrimos coisas novas, porque por mais que seja difícil lidar com a desilusão, a outra alternativa é continuar vivendo iludido.

Leia Também:   Morre OJ Simpson aos 76 anos, ex-astro do futebol e absolvido da acusação de matar a ex-mulher

Reconhecer e enfrentar esse viés é essencial para o desenvolvimento pessoal e intelectual. Isso envolve uma abertura para considerar diferentes perspectivas, estar disposto a aceitar novas informações mesmo que elas contradigam nossas crenças anteriores e ter a humildade para admitir quando estamos errados.

A traição de uma amiga e um namorado é um exemplo extremo, mas ilustra como a verdade nem sempre é o que gostaríamos que fosse. Lidar com a decepção e enfrentar a realidade pode ser doloroso, mas é necessário para o crescimento pessoal e para construir relacionamentos mais saudáveis no futuro. Portanto, é importante cultivar a consciência de nossos próprios viéses e estar aberto ao aprendizado contínuo, mesmo que isso signifique confrontar nossas próprias crenças e enfrentar verdades desconfortáveis. Isso nos permite crescer e evoluir como indivíduos.

Deixe o seu Comentário

Anúncio


Mais Vistos da Semana