Divulgação

O transporte escolar da Capital está passando por modernização e cerca de três mil alunos da Rede Municipal de Ensino, residentes na zona rural e matriculados nas unidades urbanas, começaram a utilizar o sistema de bilhetagem eletrônica. Para isto foram adaptados com a nova tecnologia 42 ônibus que percorrem as 51 rotas que interligam todo o perímetro rural e urbano de Palmas levando os estudantes.

Os veículos receberam a instalação de ferramentas tecnológicas como roletas e validadores eletrônicos, tecnologia de localização por satélite, câmeras de monitoramento com gravação e armazenamento das imagens interna e externa.

Cada aluno usuário do sistema recebeu um cartão magnético pessoal e intransferível, com dados de identificação e fotografia, que permite o controle individualizado do seu percurso, podendo inclusive ser confrontado com a frequência escolar.

No novo sistema as imagens captadas são monitoradas por uma central com o intuito de aferir aspectos como velocidade do veículo, lotação de passageiros, se todos os alunos estão efetivamente sentados, com os cintos afivelados, dentre outros.

A decoradora Keila Pereira de Brito tece elogios ao transporte público escolar utilizado diariamente pelo filho Marcos Vinícius Gomes Marinho, do nono ano da ETI Caroline Campelo. O estudante relata que o acesso ao serviço favoreceu a rotina familiar, uma vez que os pais não têm como levá-lo e buscá-lo. Ao se referir à segurança durante o percurso, Marcos destaca o trabalho dos monitores que sempre abordam a importância do uso do cinto de segurança, dos limites de segurança quanto às janelas do veículo, dentre vários outros. Ele diz que sua mãe fica tranquila, pois o transporte passa muito próximo a sua casa.

A estudante Brahil Barbosa Menezes, do nono ano da ETI Caroline Campelo, considera o transporte escolar como confiável e seguro. Segundo Brahil, o serviço auxilia muitas famílias que não tem uma renda financeira estável, ou que, não podem levar os filhos para a escola todos os dias, por estarem ocupados com o trabalho. O estudante conta as situações vivenciadas por ele e por colegas, ressaltando a tranquilidade da família com o serviço, pois além de passar o cartão magnético, a presença de cada um é vistoriada pelo monitor do transporte.

Deixe aqui o seu comentário: