Foto: Washington Luiz/Governo do Tocantins

Prefeitos de nove municípios que compõem a região do Jalapão foram recebidos pelo governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, na manhã desta terça-feira, 14, para conhecerem de perto a proposta de estudo que prevê a concessão de serviços turísticos no Parque Estadual do Jalapão, nas áreas que pertencem ao Estado.

 

O governador Mauro Carlesse, o secretário de Estado de Parcerias e Investimentos do Tocantins, Claudinei Quaresemin; e o superintendente de Governo e Relacionamento Institucional do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Pedro Bruno, explicaram detalhadamente todos os processos e as etapas do projeto de concessão.

Após conhecerem os detalhes do projeto que prevê a concessão de serviços turísticos do Jalapão, todos os nove gestores avaliaram positivamente e concordaram que a proposta vai possibilitar o desenvolvimento de toda a região, inclusive os municípios do entorno.

O Governador demonstrou preocupação com o risco de a população não conhecer o projeto de concessão e, por causa disso, fazer um juízo equivocado. “Fizemos questão de trazer todos os prefeitos da região do Jalapão junto com o pessoal do BNDES para esclarecer e marcar logo uma nova reunião junto com as lideranças das regiões e, assim, fazer com que o projeto seja aprovado por todos e executado. É muito importante para o Estado e para a região do Jalapão. A região, hoje, vive em uma exclusão e nós queremos mudar isso, queremos melhorar a vida desse povo”, ressaltou o governador Carlesse.

O vice-governador Wanderlei Barbosa explicou que o projeto não irá interferir em propriedades particulares, apenas nas áreas que pertencem ao Estado. “Quero reforçar que este projeto não vai mexer com qualquer propriedade particular. Cada um vai continuar com o que é seu e ainda será beneficiado com o desenvolvimento que chegará para todos da região. Será um projeto que vai fortalecer toda a cadeia produtiva do Jalapão, desde os artesãos até os operadores de turismo. Todos serão beneficiados”, enfatizou.

O secretário Claudinei Quaresemin destacou que a população tocantinense participará de todas as etapas do processo de concessão. “Hoje, tivemos uma reunião bastante produtiva com os prefeitos do Jalapão e conseguimos demonstrar o tanto que o projeto vai beneficiar e melhorar a vida das pessoas. Nos próximos dias, teremos a publicação no site do Governo dos projetos para que a população possa fazer as suas sugestões, tirar as suas dúvidas e incrementar com sugestões que possam melhorar o projeto. Depois, vamos para as audiências públicas que também vão ajudar a ficar melhor ainda”, reforçou o gestor da pasta.

O superintendente do BNDES, Pedro Bruno, explicou sobre as etapas do projeto. “No momento, estamos na primeira fase do processo de concessão, que é a de estudos iniciais. Estamos juntos com o Governo do Estado para finalizar os ajustes e concluir este estudo preliminar que será amplamente divulgado na segunda etapa, que é a consulta pública. Ela será aberta a partir do dia 30 de setembro. A consulta pública será o momento em que toda a população poderá dar a sua contribuição de maneira a aprimorar este projeto e torná-lo ainda melhor. Depois, avançaremos para a publicação do edital e, posteriormente, o leilão. Somente após estas etapas é que terá o início da operação da concessão dos serviços do Parque do Jalapão”, explicou.

Prefeitos

O prefeito de Mateiros e presidente do Consórcio dos Municípios do Jalapão, João Martins, afirma que saiu da reunião com uma visão diferenciada no projeto de concessão. “A preocupação do povo do Jalapão, hoje, é que eles iriam ficar de fora, inclusive, os pequenos empresários que já operam na região, que fizeram o Jalapão e que estão fazendo as coisas acontecerem. Mas o que entendemos pelo BNDES [é que] todo este pessoal estará envolvido, todos vão pegar uma fatia deste processo. Saímos daqui bem tranquilos, sabendo que temos condições de repassar isso à população e eu defendo nosso povo e as comunidades quilombolas. Então, vendo que o projeto vai beneficiar a eles também, isso alivia a gente”, declarou o prefeito.

O prefeito de São Félix do Tocantins, Carlos Irael Ribeiro, pediu que o debate seja ampliado para toda a comunidade. “O Governador foi muito feliz na explicação. Foi interessante e sugerimos a ele que chame o pessoal do trade turístico, ou seja, os operadores, o pessoal da Associação Tocantinense de Turismo Receptivo, às comunidades tradicionais, para uma reunião aqui no Palácio juntamente com o representante do BNDES para fazer uma explanação sobre o projeto”, afirmou.

A prefeita de Lizarda, Suelene Lustosa, também avaliou positivamente a reunião. “Foi esclarecido como vai acontecer esta concessão e nós tivemos muitas informações que nos deixaram tranquilos e com esperança de que vai chegar benefícios que até agora não temos. A população por enquanto está desinformada, o que tem gerado uma certa preocupação, mas estamos aqui hoje para esclarecer e levar para eles esta esperança de que teremos mais estrutura e uma região mais organizada e promissora”, afirmou.

Presenças

Estavam presentes na reunião os secretários Executivo da Governadoria, Divino Allan Siqueira; Executivo de Assuntos Parlamentares, José Humberto Marquez; de Estado da Comunicação, Élcio Mendes; o chefe de Gabinete do Governador, Sebastião Albuquerque Cordeiro; e ainda os prefeitos de Novo Acordo, Deusany Batista; de Santa Tereza, Antônio Campos; de Lagoa do Tocantins, Leandro Soares; de Rio Sono, Itair Martins; e de Ponte Alta do Tocantins, Kleber Rodrigues; além do prefeito de Talismã e presidente da Associação Tocantinense de Municípios (ATM), Diogo Borges.

Deixe o seu Comentário