Conecte-se Conosco
 

 

Palmas

Procon Tocantins encontra variação de mais de 340% nos preços dos materiais escolares em Palmas

Publicado

em

 

O ano letivo de 2022 está próximo de começar e para auxiliar os pais na compra dos itens escolares, o Procon Tocantins realizou um levantamento com os preços dos materiais. Segundo a pesquisa, foi encontrada uma variação de mais de 340% nos valores. O estudo foi realizado em cinco papelarias de Palmas entre os dias 10 e 11 deste mês. O órgão comparou os valores de 86 produtos. Veja aqui a pesquisa completa.

O item com maior variação de preço foi o giz de cera, encontrado de R$ 1,89 a R$ 8,35. O segundo produto com maior diferença foi o lápis preto com preço variando 300%. Segundo o superintendente do Procon, Walter Viana, a pesquisa tem o objetivo de ajudar o consumidor a economizar tempo e dinheiro.

“O nosso objetivo é fornecer ao consumidor uma amostra das diferenças de preços que ele pode encontrar no mercado de material escolar, além de auxiliá-lo para que, quando for sair de casa, já saiba onde estão os melhores valores e economizem tempo”, pontuou Viana.

Além do alerta para as diferenças de preço, o Procon também alerta os consumidores sobre a qualidade dos produtos e o que pode ou não ser exigido nas listas de materiais escolares. Veja abaixo algumas dicas:

  • Antes da compra, verifique quais os produtos da lista que você já possui em casa, que estejam em bom estado e que possam ser reutilizados. A compra em conjunto pode facilitar as negociações;
  • Evite comprar materiais com personagens, logotipos e acessórios licenciados, porque geralmente os preços são mais elevados;
  • Promover e participar da troca de livros didáticos entre alunos que cursam séries diferentes;
  • Desde fevereiro de 2015, alguns produtos como apontadores, borrachas, canetas hidrográficas e esferográficas, dentre outros, só podem ser comercializados com o selo do INMETRO;
  • Vale lembrar aos pais que na lista de material escolar, as instituições de ensino não podem exigir a aquisição de material de uso coletivo, conforme determinação da lei 12.886/2013. (Veja aqui os itens que não podem ser exigidos)

Deixe o seu Comentário

Publicidade FINAL DA MATÉRIA
Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Vistos da Semana