Vereador Jucelino Rodrigues homenageia Dr. Jonas Lima e Agostinho Quintino durante cerimônia de entrega de Títulos de Cidadão Palmense

O Título de Cidadão Palmense é uma honraria concedida a homens e mulheres que prestaram relevantes serviços à Capital e contribuem para o desenvolvimento da cidade.

O vereador Jucelino Rodrigues (PSDB) participou, na noite desta terça-feira (21), da Sessão Solene de entrega de Título de Cidadão Palmense. Na ocasião, o parlamentar homenageou o médico cirurgião plástico Jonas Eraldo Lima Júnior e o senhor Agostinho Quintino Batista.

O título

O Título de Cidadão Palmense é uma honraria concedida a homens e mulheres que prestaram relevantes serviços à Capital e contribuem para o desenvolvimento da cidade.

Homenageados

Dr. Jonas Lima

Nascido em Paiçandu, estado do Paraná, Jonas Lima foi aprovado na faculdade de medicina aos de 16 anos. Cursou a graduação na Universidade Estadual de Maringá, em seguida fez residência em Cirurgia Geral na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e depois Cirurgia Plástica na Universidade de São Paulo (USP).

Mudou-se para a cidade de Palmas, local que lhe trouxe grande reconhecimento profissional associado à oportunidade de crescimento em conjunto com o município em múltiplos sentidos (docência na UFT, ITPAC, consultório privado e servidor público no HGP). Desde sua chegada à Capital, colocou-se a disposição para oferecer seus serviços e conhecimentos nos tratamentos dos pacientes.

Há aproximadamente três anos, junto com uma equipe multiprofissional, coordena o serviço de Reconstrução Crânio Facial do HGP, que presta atendimento a pacientes portadores de Anomalias Craniofaciais, principalmente os portadores de fissuras, sendo realizadas as mais diversas cirurgias, devolvendo a dignidade de uma vida em sociedade para estes pacientes que tanto sofrem com a discriminação e preconceito ainda nos dias atuais.

Agostinho Quintino

 

Agostinho Quintino Batista, brasileiro, casado e residente há 14 anos na cidade de Palmas-Tocantins, nasceu em São Sebastião da Boa Vista, Ilha do Marajó – Pará. Viveu a maior parte de sua vida no Municipio de Muaná, também na llha do Marajó, onde era integrado aos trabalhos sociais.

Foi membro do Conselho de Saúde da igreja católica do GDA (GRUPO EM DEFEZA DA AMAZÔNIA), inspetor de saúde e fiscal da sede do Município de Muaná por 11 anos.

Em 2007, foi convidado para trabalhar como Mestre Artesão no Tênis SESC, na cidade de Palmas, onde desenvolveu trabalhos com alunos do projeto Carrossel.

Participou como conselheiro da formação Empreendedora pelo SEBRAE, do Seminário sobre o Patrimônio Cultural de Palmas e de todas as Conferências dos direitos da pessoa idosa.

Em 2012, foi estudar na UMA (Universidade da Maturidade), formou-se em Educador Social, onde ganhou vários títulos como contador de histórias, formando poetas embaixadores históricos da Amazônia entre outros, foi convidado pelo senhor Carlos Elias Benevides, coordenador da Formação de Conselheiros em Palmas e Gleidiane Rodrigues Silva Fonseca, Secretária Executiva do Conselho Municipal de Saúde para exercer a função de conselheiro na unidade de saúde do setor Santa Fé,
onde está até hoje. Participou no CRAS Morada do Sol, desenvolvendo trabalhos sociais como arte com tala, músicas, danças, artes plásticas e outros.

O senhor Agostinho é escritor e autor de vários livros e poemas que contam
histórias e lendas marajoaras (tipo de cerâmica, fruto do trabalho das tribos indigenas
que habitavam a ilha brasileira de Marajó, próximo a Belém, no estado do Pará).

É um idoso atuante na sociedade Palmense, na garantia dos direitos da pessoa idosa.

Envie sugestões de pauta ou denúncias para o WhatsApp do Jornal Sou de Palmas: (63) 9 9223-7820

Deixe o seu Comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais