Homem acusado de esfaquear ex-namorada em churrascaria de Palmas é condenado a mais de 12 anos de prisão

O crime ocorreu em agosto de 2020.

A Justiça condenou, nesta terça-feira (21), Artur Sousa Aguiar a 12 anos e 10 meses de prisão por tentativa de feminicídio contra a ex-namorada. O crime aconteceu em uma churrascaria na região central de Palmas, em 2020. O acusado ainda pode recorrer da decisão.

Conforme a sentença, assinada pelo juiz Cledson José Dias Nunes, a Justiça reconheceu duas qualificadoras apresentadas pelo Ministério Público, por feminicídio e pela premeditação do crime, efetivado por motivo fútil e com emboscada.

O magistrado fixou que a pena deverá ser cumprida, inicialmente, em regime fechado e o réu não poderá apelar em liberdade.

Entenda

 

O término do relacionamento entre Artur e a ex-namorada motivou a tentativa de feminicídio, segundo investigação. No dia 7 de agosto de 2020, Artur entrou em uma churrascaria, localizada na quadra ACNO 11 (103 Norte) e atingiu a vítima no momento em que ela se servia. A facada acertou seu fígado.

Ele também seguiu a mulher até o trabalho e a churrascaria, esperando o momento certo para atacá-la. Após esfaquear a vítima, também tentou se ferir com a faca, mas foi imobilizado e amarrado por pessoas que estavam no local até a chegada da Polícia Militar (PM).

Na época, Artur teve prisão preventiva decretada porque já possuía medida protetiva por ameaçar a ex-companheira e virou réu no processo. Ele cumprirá a pena na Casa de Prisão Provisória (CPP) de Palmas.

Envie sugestões de pauta ou denúncias para o WhatsApp do Jornal Sou de Palmas: (63) 9 9223-7820

Deixe o seu Comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais