Divulgação

Um aluno, de 12 anos matou a professora e outras duas pessoas, além de deixar colegas feridos durante um tiroteio no Colegio Cervantes de Torreón, escola situada no estado de Coahuila, no México. O adolescente acabou tirando a própria vida após o crime e ainda não foi possível identificar o que motivou o ataque do aluno.

Até o momento, segundo fontes locais e a polícia mexicana, duas pessoas foram mortas e seis ficaram feridas – cinco menores e um adulto. Entre os feridos, estariam duas crianças de 7 e 8 anos, respectivamente, além do adulto ser um professor, de 40 anos. Todos eles estão internados no Sanatório Espanhol de Torreón.

Segundo o canal de notícias do México, Televisa News, o aluno era do sexto ano do primário e era um aluno considerado destaque por conta de suas notas. Funcionários do colégio teriam dito ao canal que o garoto nunca havia causado problemas no campus antes.

O adolescente estaria sob posse de duas armas, de acordo com a polícia mexicana, quando invadiu a escola e disparou contra a professora e seus colegas.

Pouco tempo depois em sua conta no Twitter, o chefe da SEP (Secretaria de Educação Pública), Esteban Moctezuma Barragán, expressou que está “extremamente consternado com o que aconteceu em uma escola particular em Torreón, onde vidas humanas foram perdidas”.

Ainda na mensagem, Barragán afirmou que estabeleceu contato com o governador do México e que segue apurando as informações. “Minha solidariedade com as famílias da escola Cervantes e com Coahuila”.

Deixe aqui o seu comentário: