Homem que matou sua esposa com um tiro em Silvanópolis é condenado a 13 anos de prisão

O Ministério Público do Tocantins (MPTO) obteve nesta segunda-feira, 13, a condenação de um homem a 13 anos e 6 meses de prisão por um homicídio ocorrido em 22 de janeiro de 2013, em Silvanópolis.

 

A sustentação oral foi feita pelo promotor de Justiça Breno de Oliveira Simonassi, membro do núcleo do Tribunal do Júri do Ministério Público do Tocantins (MPNujuri).

 

Segundo denúncia oferecida pelo MPTO, Ney Jonhe Ferreira da Cruz matou, com um tiro, sua companheira, Luzirene Pereira Guimarães. O denunciado morava com a vítima e a assassinou por conta de uma discussão, sendo condenado pelo Tribunal do Júri por homicídio qualificado por motivo torpe.

Deixe o seu Comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais