Divulgação

A sexta edição do Capital da Fé se encerrou com grande êxito. Último dia de evento, a terça-feira, 25, foi uma noite que demonstrou o quanto a música cristã evoluiu nas últimas décadas com a incorporação de diferentes estilos musicais. Foram apresentações ecléticas e animadas feitas por grupos de alcance regional, nacional e internacional com mesmo propósito: compartilhar mensagens cristãs às famílias de Palmas.

As cerca de 8 mil pessoas, de acordo com dados preliminares, que tiveram o privilégio de assistir apresentações ecléticas do gospel interagiram com as atrações já consagradas como Aline Barros e Cassiane, que usam do pop rock como plataforma para seus louvores. A cantora Cassiane também demonstrou sua admiração pelo evento. “Não é a primeira vez que vim e novamente foi maravilhoso. Para mim é uma honra levar o povo à presença de Deus por meio da música”, finalizou.

No entanto, a grande novidade desta edição do Capital da Fé 2020 foi a banda californiana Crhistafari, que rompeu barreiras linguísticas para engajar o público ali presente com louvores de reggae cristão. “Tivemos em muitas celebrações nos últimos 15 anos no Brasil, mas aqui em Palmas tem algo de especial. Há santidade. Acredito que podemos sentir aqui um pouco do que poderemos sentir no céu. Estamos honrados como grupo de sermos a primeira banda internacional a participar do Capital da Fé”, disse o pastor e líder da banda Christafari, Mark Mohr.

O forró gospel do baiano Sandro Nazireu também ecoou, bem como o som das atrações regionais Rosilene Martins, que canta gospel pentecostal, e Karine Rosa, com seu repertório de gospel black music.

Público gostou

O autônomo colombiano Francisco Diave foi um dos presentes que não se arrependeram de comparecer ao evento de música cristã. Ele passa férias no Tocantins e contou que soube do Capital da Fé pela internet. Acompanhado do amigo, o mecânico Justie Viana, ele disse: “Vi pela internet e logo me interessei. Já participei de eventos deste tipo mas deste aqui estou impressionado, gostando muito”.

A operadora de telemarketing Adiene Divina chegou cedo ao Capital da Fé acompanhada de familiares e amigos. “Vim especialmente ver a Cassiane. Gosto muito dela. O louvor dela transmite sinceridade, ministra o bem. Ela é carismática, mostra que faz a obra com prazer e serve de exemplo para mim”.

Variações musicais

O Capital da Fé celebra em Palmas importantes atrações do cenário musical católico e cristão em programação durante as festas de Carnaval. “Eventos assim podem contribuir para abençoar famílias. Espero que se desperte essa iniciativa em outras cidades porque trata-se de evento que abençoa e traz estrutura para famílias mais fortes”, disse Aline Barros.

“Este ano vivemos um momento diferente e o Capital da Fé se consolida como uma grande política pública do nosso Município que realizamos com muito amor com a participação as famílias e de pessoas que acreditam nesse movimento diferente”, afirmou a prefeita Cinthia Ribeiro, citando a iniciativa desta edição de chamamento público em prol de apoio da iniciativa privada ao evento.

Divulgação
Divulgação
Divulgação
Divulgação

Deixe aqui o seu comentário: