Os deputados estaduais Elenil da Penha (MDB), Claudia Lelis (PV), Vanda Monteiro (PSL) e Luana Ribeiro (PSBD) defenderam nesta quinta-feira, 13, a participação dos órgãos de controle e da sociedade em geral no enfrentamento ao problema da poluição do lago da Usina de Lajeado, em Palmas.

O convite à participação de todos pela preservação do lago foi feito durante uma visita técnica da comissão especial, formada por seis deputados, para acompanhar denúncias de despejo de esgoto in natura no Ribeirão Taquaruçu, nas proximidades do setor Bertaville, região sul da capital. Estiveram presentes também os líderes comunitários Wesley Maia e Odécio Costa, respectivamente, representantes dos bairros União Sul e Bertaville.

Para a presidente da comissão, deputada Claudia Lelis, a busca de soluções para este e outros problemas enfrentados pelo lago só será possível com a participação de todos. “Nossa função será reunir todos os órgãos fiscalizadores, órgãos ambientais responsáveis, Câmara Municipal e a comunidade em geral, para que, juntos, possamos achar solução imediata para esse problema, disse.

Laboratório

Um dos problemas para a apuração e possível punição dos responsáveis pela poluição, foi apontado pelo promotor de justiça do ambiental de Palmas, Fábio Lang. Segundo ele, nem o município de Palmas nem o Estado dispõem de laboratório credenciado para realizar testes com amostras da água do lago.

Em entrevista à imprensa, Claudia Lelis disse desconhecer o valor necessário para a contratação de um laboratório especializado para tal fim, mas garantiu que tanto os deputados quanto os vereadores da capital estão dispostos a contribuir – por meio de emendas parlamentares.

BRK

Para Fábio Lang, a BRK Ambiental – concessionária de água e tratamento de esgoto – precisa oferecer aos tocantinenses o mesmo tratamento dado pela empresa aos consumidores canadenses, onde fica a sede do grupo Brookfield, do qual a BRK faz parte.

“Mas a BRK não é a única responsável; existem micro parcelamentos na região do Taquaruçu Grande, como chácaras nas quais existem galinheiros, pocilgas que despejam dejetos diretamente na água, sem nenhum tratamento”, ponderou.

ETE

Os deputados visitaram também uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), localizada no Bertaville. Alvo de reclamação dos moradores da região, o local poderá ser investigado pelos parlamentes e por órgãos ambientais, que pretendem descobrir se ele é o responsável pelo vazamento de esgoto sem tratamento no ribeirão.

Participantes

Além dos deputados estaduais e do promotor de justiça, também visitaram os dois locais os vereadores de Palmas José do Lago Folha (PSB), Felipe Fernandes (DC) e Major Negreiros (PSB), a secretária municipal do Meio Ambiente, Meire Carreira, agentes da Polícia Civil, lideranças e moradores da região.

Outros assuntos

Os deputados aprovaram ainda requerimento do deputado Amélio Cayres (SDD) que solicita ao Governo do Estado a implantação de cursos de medicina e fisioterapia no campus da Unitins em Augustinópolis.

Já a parlamentar Luana Ribeiro (PSDB), solicita às secretarias de Estado de Segurança Pública e Cidadania e Justiça isonomia entre policiais militares e bombeiros e agentes de execução penal quanto à isenção de pagamento no transporte municipal.

Deixe aqui o seu comentário: