Divulgação / Sou de Palmas.

Por Ramon Macedo

Na manhã deste sábado, 01, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Tocantins, por meio da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) e do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS), informou através de nota que está monitorando um “possível” caso suspeito do Coronavírus no Tocantins.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE.

O paciente está sendo monitorado em Porto Nacional, e se trata de um cidadão alemão de 33 anos que chegou ao Tocantins vindo de São Paulo.

Confira a nota da SES

No intuito de tranquilizar a população, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Tocantins, por meio da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) e do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS), informa que está monitorando um “possível” caso suspeito do Coronavírus no Tocantins.

A SES esclarece que o monitoramento do paciente está sendo feito no Hospital Regional de Porto Nacional, de acordo com os protocolos do Plano Estadual de Contingência elaborado, com base nas diretrizes nacionais e internacionais, especificamente desenvolvidas para o enfrentamento dos possíveis casos suspeitos do Coronavírus no Tocantins.

A suspeita de infecção pelo coronavírus (2019-nCoV) recai sobre um cidadão alemão de 33 anos, que chegou ao Tocantins, vindo de São Paulo, nessa sexta-feira (31), vindo de Frankfurt, na Alemanha.

De acordo com o histórico do paciente, ele teria entrado em contato com asiáticos durante a viagem e teria se sentido mal nessa sexta-feira. Ele foi atendido no Hospital Regional de Porto Nacional com um quadro de síndrome respiratória. A equipe do CIEVS está investigando o histórico do paciente e caso necessário ele será transferido para o HGP onde ficará isolado e atendido de acordo com o Plano Estadual de Contingência.

A SES informa ainda que desde o alerta emitido pela Organização Mundial de Saúde (OMS) o Tocantins desenvolveu o Plano Estadual de Contingência e está preparado para investigar possíveis casos do novo Coronavírus no Estado.

Secretaria de Estado da Saúde

Deixe aqui o seu comentário: